Bem Público - Conteudo para uma vida melhor
Facebook

Notícias - Tecnologia

16/07/2014

Escola municipal inova com tablets e novas ferramentas de ensino

Escola municipal inova com tablets e novas ferramentas de ensino

Os alunos do ensino fundamental da Escola Municipal Albert Schweitzer, de Curitiba - PR, estão vendo sua realidade mudar. Eles receberam tablets com o Aprimora, aplicativo com conteúdos de Língua Portuguesa e Matemática que identifica as habilidades e dificuldades de cada estudante, traçando caminhos de aprendizagem de maneira individualizada.

Para a professora de Matemática Cristiane Cardoso, a novidade trouxe benefícios que vão da assimilação do conteúdo ao comportamento em classe. “Não preciso mais controlar a disciplina em sala de aula, já que os alunos estão mais interessados e vão em busca do conhecimento. Assim, todos sempre se mantém ocupados com os exercícios e tenho mais tempo para dar uma atenção diferenciada aos que apresentam mais dificuldade”, afirma. Isso é possível porque o Aprimora é uma plataforma de ensino adaptativo, que permite que o aluno aprenda em seu próprio ritmo, diminuindo as chances de desinteresse e desistência.

Com atividades e conteúdo multimídia e elementos de gamificação, O Aprimora tem empolgado também os alunos. “Eu e meus amigos fazemos competições para ver quem consegue mais pontos no Aprimora e minhas notas foram de 60 para 80”, comemora o aluno Natan Gabriel. Apesar das “disputas”, o Gerente de Desenvolvimento na Área de Exames Nacionais da Positivo Informática, Alex Paiva, garante que nenhum aluno sai perdendo, já que o aplicativo oferece acesso a conteúdos multimídia que auxiliam na construção de importantes conceitos, permitindo que o estudante avance para novos exercícios.

“Possibilitar uma competição educacional entre os alunos os estimula a buscar mais conhecimentos no leque de possibilidades dado pelo Aprimora. Além disso, o professor fica a par de todos os caminhos traçados por cada um dos estudantes, podendo fazer abordagens individualizadas mais precisas”, afirma Paiva, que chama atenção para o fato de que levar a tecnologia para dentro da escola é, também, uma forma de se aproximar da realidade dos alunos. “Eles são nativos digitais e preferem utilizar a tecnologia. São os professores que hoje precisam se adequar a esse universo”, completa.

Com a iniciativa, os estudantes da Albert Schweitzer também estão sendo melhor preparados para a Prova Brasil, avaliação feita pelo MEC para checar o desenvolvimento escolar dos alunos do Ensino Fundamental, já que o teor do Aprimora é baseado nas habilidades examinadas na prova.

Ver mais notícias